barata

DESCRIÇÃO E BIOLOGIA

Seu tamanho varia de alguns milímetros a quase 100 mm. Em geral, apresentam coloração parda, marrom ou negra (existindo espécies coloridas). Sua cabeça é curta, sub triangular, com olhos compostos e grandes. As antenas são longas, podendo atingir até o dobro do comprimento do corpo. Pernas alongadas com presença de espinhos e coxas grandes. Abdome alargado e deprimido. Apresentam dimorfismo sexual, machos e fêmeas diferem-se entre si, e, geralmente, os machos são menores, e, em algumas espécies, suas asas são maiores que as asas das fêmeas ou estas podem não possuir asas. As ninfas diferem-se das adultas por serem menores, de coloração mais clara (esbranquiçada), não possuir asas e por sofrerem ecdises durante seu desenvolvimento. Apresentam cheiro característico (odor desagradável ao homem), produzido por glândulas situadas no abdome. As baratas vivem em locais escuros como frestas e bueiros, nas cozinhas e onde há alimentos ou restos de comida.

PRINCIPAIS ESPÉCIES E DANOS

Principais espécies encontradas no meio urbano são a Blatella germânica e a Periplaneta americana. Por habitarem locais sujos, como bueiros, contaminam alimentos consumidos pelo homem causando doenças como a diarreia. Também podem causar danos consideráveis em roupas e livros, além de impregnar os locais com cheiro desagradável e característico.

BARATA AMERICANA OU DE ESGOTO | Periplaneta americana

Apresenta coloração marrom, e em sua forma jovem possuem um tom de marrom pálido. Praga domiciliar, também pode ser encontrada dentro de residências, em cozinhas e banheiros, e rede de esgoto. Esta espécie pode voar distâncias curtas, em especial durante os períodos mais quentes, preferindo temperaturas entre 30 e 33º C. Medem entre 28 e 44 mm de comprimento; período de incubação dos ovos dura entre 25 e 40 dias; período de desenvolvimento das ninfas leva entre 130 e 150 dias com 9 a 13 mudas (machos e fêmeas); longevidade dos adultos entre 250 e 350 dias, sendo menor para os machos; as fêmeas produzem aproximadamente 30 ootecas, com 14 a 16 ovos cada uma. Machos com asas maiores que o abdome e fêmeas com do tamanho do abdome, com contorno amarelado no pronoto. Resistem de 2 a 3 meses sem alimento e 1 mês sem água.

barata-alema

BARATA ALEMÃ | Blatella germanica

Blatella germânica, também conhecida como barata paulistinha ou barata francesinha.

É a espécie de mais difícil controle por seu alto potencial reprodutivo, longo tempo de convivência com o homem e proximidade à fonte de alimentação, o que resultou numa tolerância a diversos inseticidas. Praga domiciliar, comum em cozinhas e restaurantes. Medem entre 10 e 15 mm de comprimento e preferem temperatura em torno de 30º C. A fêmea gera de 4 a 8 ootecas que carrega durante quase todo o período de incubação dos ovos, as ninfas levam em média 36 dias para completarem seu desenvolvimento e passarem de ovo à adulta; sua ooteca é a que mais abriga ovos (de 30 a 40) e apresentam tempo médio de vida de 300 dias. Os machos são mais finos e com asas menores que o abdômen e as fêmeas com asas maiores, ambos com 2 faixas pretas longitudinais no pronoto. Resiste em média 30 dias sem alimento, e 15 dias sem água, escondida e protegida até que possa sair em segurança.

INTERATIVIDADE – BARATAS E FORMIGAS